sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Jogos de alfabetização para praticar a leitura e a escrita

Existem várias formas de adaptar jogos pedagógicos para a alfabetização. A brincadeira de códigos poderá lhe ajudar a formar as palavras, o que é uma boa pedida para entreter os pequenos e ainda estimular o seu conhecimento.

domingo, 20 de agosto de 2017

Bullying: brincadeiras que ferem

Bullying: brincadeiras que ferem
Colégio Estadual Gov. Luiz Viana Filho



Ameaças, agressões, humilhações... a escola pode se tornar um verdadeiro inferno para crianças que sofrem nas mãos de seus próprios colegas, ainda mais nos dias de hoje, em que a internet pode potencializar os efeitos devastadores do bullying. Você sabe o que é isso? Onde e como ele ocorre?

Você já ouviu falar de bullying? O termo em inglês pode causar estranhamento a muita gente, mas as atitudes agressivas intencionais e repetitivas que ridicularizam, agridem e humilham pessoas – tão comum entre crianças e jovens – é muito familiar a todos. A palavra inglesa 'bully' significa valentão, brigão. Atos como empurrar, bater, colocar apelidos ofensivos, fazer gestos ameaçadores, humilhar, rejeitar e até mesmo ameaçar sexualmente um colega dentro de uma relação desigual de poder, seja por idade, desenvolvimento físico ou relações com o grupo são classificados como bullying. O problema pode ocorrer em qualquer ambiente social – em casa, no clube, no local de trabalho etc –, mas é na escola que se manifesta com mais freqüência. (...)
O Bullying é um problema mundial, encontrado em qualquer escola, não se restringindo a um tipo específico de instituição. Esse 'fenômeno' começou a ser pesquisado há cerca de dez anos na Europa, quando se descobriu que ele estava por trás de muitas tentativas de suicídio entre adolescentes. Geralmente os pais e a escola não davam muita atenção para o fato, que acreditavam não passava de uma ofensa boba demais para ter maiores conseqüências. No entanto, por não encontrar apoio em casa, o jovem recorria a uma medida desesperada. E no Brasil a situação não é diferente.(...)
Quem já não teve um apelido ofensivo na escola? Ou mesmo sofreu na mão de um grupo de colegas que o transformava em 'bode espiatório' de brincadeiras no colégio? Exemplos não faltam. Entre alguns deles está o da gaúcha Daniele Vuoto, que conta toda a sua história em um blog onde também discute sobre o assunto e troca experiências com outras vítimas desse tipo de agressão, psicológica, física e até de assédio sexual. (...)
"O aluno alvo de bullying se culpa muito pelo que acontece, e é preciso esclarecer isso: um aluno que agride outro, na verdade, também precisa de ajuda, pois está diminuindo o outro para se sentir melhor, e certamente não é feliz com isso, por mais de demonstre o contrário. A turma entra na onda por medo, não por concordar. Enxergar a situação dessa forma pode ajudar muito", conta Daniele.
Porém, a realidade de vítimas que 'sofrem em silêncio', como Daniele explica em seu blog, está mudando. Além de atitudes como a da estudante, em que pessoas utilizam a internet para procurar ajuda e trocar experiências, o assunto vêm ganhando corpo e se tornando pauta de veículos de comunicação de massa, a exemplo das matérias veiculadas no Jornal Nacional, da Rede Globo, e em discussões como a realizada no programa Happy Hour, do canal a cabo GNT. (...)

(Disponível em: http://www.educarede.org.br/educa/index.cfm?pg=revista_educarede.especiais&id_especial=361. Acesso:22 agosto 2010)


Trabalhando com o texto

1. Como o autor define bullying?
2. Por que o termo foi utilizado em inglês?
3. Segundo o texto, esse tipo de atitude precisa ser seriamente enfrentado. Qual sua opinião?
4. Você acredita que o bullying existe na escola apenas pelo fato de que as crianças são diferentes entre si? Explique.
5. Que soluções você apontaria para o problema?
6. Em algum momento, na nossa escola, você se sente vítima de bullying? Justifique sua resposta.
7. Você conhece ou já ouviu falar de alguém na nossa escola, vítima de bullying?


JOGOS BULLYING
http://www.tabuadadivertida.com.br/jogo/jogo-de-bullying





sexta-feira, 28 de julho de 2017

Atividade sobre Religião e Religiosidade


Religiosidade e religião são palavras com significados diferentes. Religiosidade é a dimensão do ser humano pela qual ele experimenta o lado espiritual e transcendente da vida, este é um entre outros significados desta palavra.

Uma pessoa pode não participar de nenhuma religião e ainda assim continuar sendo religiosa, isto porque a religiosidade é inerente ao ser humano, isto significa que ele nasce com esta dimensão.

A religiosidade pode ser desenvolvida de uma forma positiva a partir da educação ou formação do senso ético. Essa educação pode acontecer principalmente na família e na comunidade religiosa.

Religião é uma palavra que vem do latim “religio” e significa "ligar a", "unir" ou "juntar". Logo, religião significa ligar o ser humano consigo mesmo, com os outros, com a natureza, com o sagrado e com o transcendente ou imanente.

Pode-se dizer que religião é o encontro do ser humano com o sagrado.

Religião é também a maneira concreta de vivenciar o sentimento religioso por meio das práticas religiosas ou espiritualidades, dos ritos ou cerimônias, símbolos, textos sagrado e normas éticas de conduta.

Muitas religiões contribuem para a humanização das sociedades humanas quando buscam ajudar as pessoas a serem felizes e solidárias umas com as outras, bem como, quando promovem a defesa da vida, do bem comum, da justiça, da paz, da fraternidade e do respeito entre todos os povos.

A religião faz parte da vida de muitas pessoas, sendo um valor importante para elas. Todas as pessoas, não importa a religião que professam, merecem nosso respeito e consideração.

ATIVIDADES:

1) Procure no dicionário o significado das seguintes palavras:

a) dimensão:

b) transcendente:

c) senso:

d) ético (a):

e) comunidade:

f) imanente:

g) sagrado:

h) rito:

i) humanização, humanizar:

j) fraternidade:

k) professar:


2) Releia o texto dado e reescreva abaixo os significados das seguintes palavras:

RELIGIOSIDADE




RELIGIÃO




3) Como as religiões podem contribuir para a humanização das sociedades humanas?




4) Você conhece ou frequenta alguma religião ou igreja? Cite um ensinamento importante desta religião ou igreja que ajuda as pessoas serem mais éticas.


Vida Saudável



Por Bárbarah Rebouças

https://www.facebook.com/hashtag/invoganocostumesaudavel?source=feed_text&story_id=1602521083144669&pnref=story

Cultivo de alimentos orgânicos


Adorei essa ideia:

http://bzfd.it/2ozaICm



Tutorial porta lápis

Veja como fazer um lindo porta lápis:

https://www.youtube.com/watch?v=KuUY5gQh-w0


Sacolinha de curuja


La scatolina gufo è molto semplice da realizzare ed è stato divertente utilizzare gli avanzi di cartone per creare un progetto creativo simpatico e colorato.


Ideale per realizzare delle bomboniere speciali adatte per ogni occasione, questa modello di scatola si presta anche a tantissimi altri progetti, puoi scoprirne qualcuno nella raccolta bomboniere, infatti puoi trasformarla in un elegante scatolina con juta, o creare leoni e altri personaggi buffi usando la stessa tecnica che ti andrò a proporre adesso.

I materiali sono tutti molto economici e di facile reperibilità, se non possiedi una bigshot puoi disegnare dei cerchi usando il compasso e ritagliarli successivamente con delle normali forbici.
Se anche tu vuoi realizzare delle scatoline gufo ecco il tutorial con il passo a passo e alla fine trovi anche il video tutorial che ti mostra come le ho realizzate io
Scatoline gufo

Materiali
cartoncino ondulato colorato (nel mio caso blu e rosso)
ritagli di carta da scrap o di gomma crepla o carta regalo o feltro
forbici
colla
matita
punzonatore tondo
bigshot (se vuoi sapere di più sulla bigshot clicca qui )
fermacampioni tondi colorati
scatolina fai da te



Dopo aver scaricato il cartamodello della scatolina qui ritagliatelo, vi servirà da supporto per realizzare tutte le scatoline che volete, semplicemente disegnando con una matita il contorno e ritagliando, seguendo poi le linee piegatela
sagoma scatolina fai da te
Con la bigshot e il punzonatore create dei cerchi di dimensioni diverse più grandi per gli occhi e più piccoli per il pancino
come usare la bigshot sizzix con fustella sottile
Ora con la colla cominciata ad incollare tutti i cerchietti fino a creare il pancino
scatola gufo

create con un cerchio diviso in 4 parti il becco e incollate anche quest'ultimo

come utilizzare il punzonatore per realizzare gufo
Con i ferma campioni colorati fissate i cerchi di dimensioni diverse formando i tipici occhioni del gufo
il gufo di carta comincia a prendere forma
Non vi resta che creare un ellissi che dividerete in 2 parti che formeranno le ali della nostra scatola gufosa
completare scatolina

e voilà ecco la nostra scatolina gufo pronta
bomboniere nascita a forma di gufo

Vi basterà cambiare i colori delle carte utilizzate per ottenere versioni diverse dei vostri gufetti
scatole gufo colorate